fbpx

BLOG

COMO TER UMA MISTURA COM LARGURA, PROFUNDIDADE E ALTURA? – PARTE 1

COMO TER UMA MISTURA COM LARGURA, PROFUNDIDADE E ALTURA? – PARTE 1

Este é o primeiro de um conjunto de quatro post onde abordamos esta materia algo complexa.

INTRODUÇÃO
Para alguns, uma grande mistura é quando uma música tem todos os instrumentos bem definidos, no seu devido lugar, bem distribuidos (com uma lógica) na imagem sonora que se construiu, que tenham e que se consigam sentir a sua profundidade musical e uma dinâmica muito própria!

Para outros é algo mais subjectivo, mais etéreo, onde o espaço musical não é importante!
A importância da mensagem que se quer transmitir com os sons, as sensações que provoca ao ouvir determinado instrumento, quer esteja no seu espaço ou em perfeita sintonia com outro é o contraste para outros em termos de definição de uma grande mistura!

PARA NÓS
Para nós, uma boa mistura revela a sua excelente definição, com uma bonita construção em termos de imagem, onde a profundidade e a altura é essencial ter uma lógica ‘humana’ e claro ter uma textura quase que tridimensional, pois achamos que uma das funções da música é tirar o ouvinte do seu mundo para o mundo que a música quer transportar-te… um mundo na maioria das vezes… metafórico!

DEFINIÇÃO
E o que é a largura, a profundidade e altura na música? Como nos filmes ou num quadro, é a tentativa de criar a ilusão tridimensional num plano bidimensional!
Num filme, o plano é o ecran, num quadro é a tela e na música é o panorama stereo. Complicado…

Uma das principais diferenças entre estes ‘planos’ é que num ecra e numa tela, a altura é um dado adquirido já pela sua existência física, enquanto que no áudio temos de conseguir criar a’ilusão’ da dimensão de baixo para cima.

CONTINUAÇÃO
No próximo post vamos abordar estas três caracteristicas tão fundamentais e de uma forma prática dar-te algumas dicas de como conseguir manipular e dar às tuas músicas a largura, profundidade e altura que procuras!

Comments are closed.