BLOG

Espanto E Antecipação

Espanto E Antecipação

Cada vez mais, sentimos a falta de dois dos mais importantes sentimentos relativamente à música. Vamos falar de espanto e antecipação relativamente a estrutura musical.

Normalmente o espanto vem de tons menores e outros mais dissonantes e agressivos, contudo por vezes são utilizadas tonalidades mais energéticas e instáveis de forma a conseguir criar um sentido de surpresa e assombro. A dificuldade em fazer isto correctamente é alta. Sabemos que é bem difícil! Uma das melhores formas de expressar esse sentimento de espanto é mais à frente na música, usando bastante material musical, como melodias e outros sons e efeitos especiais que foram sendo apresentados desde o princípio da música! Os estilos musicais que usam mais esta técnica é o Pop e o Rock, mas agora já se ouve no House e música progressiva.

Agora, a Surpresa – A Surpresa é um elemento mais extremo do espanto. Consegue-se a Surpresa com alterações repentinas de ritmo e até de estrutura de arranjo quando a música já está algo instável. A chave está em fundir as alterações repentinas com a instabilidade de forma a conseguires criar uma estrutura progressiva e que determinados elementos venham a ser introduzidos e sejam uma completa surpresa.

Amazement and Anticipation blog2
Por último, a Antecipação! A antecipação é um dos sentimentos mais difíceis de expressar musicalmente! Aquela sensação de que vem ai algo – aquela expectativa que algo vai acontecer mas que não sabes de todo. A dificuldade está em conseguir encontrar o equilíbrio correcto. Se a música é demasiado previsível, a antecipação vai-se transformar em tédio. Se a música já é bastante imprevisível, a antecipação vai-se transformar numa tremenda confusão.

Visto a antecipação normalmente ser expressa com uma subida de energia entre secções musicais, se usares períodos de antecipação extensos em que a energia vai subindo gradualmente vais conduzir de uma forma segura para esse sentido de expectativa. Texturas instáveis também resultam bastante bem. Períodos de instabilidade musical vai criar ao ouvinte a ânsia de que essa instabilidade acabe e passe rapidamente para uma secção mais estável – especialmente se a música já tiver tido grandes períodos de estabilidade.

Deves pensar seriamente sobre estes dois sentimentos enquanto produzes a tua nova música, conseguindo assim prender ainda mais a atenção de quem a está ouvir e conseguirá também distinguir a tua música de outras com mais facilidade. Conseguir transmitir os teus próprios sentimentos e estrutura é a chave para qualquer grande música!

Comments are closed.